Skip navigation

Monthly Archives: dezembro 2008

uma_luz_no_fim_do_tunel1

Mais um ano passa. 2008 não deixará saudades pra muita gente. Quando digo saudades, quero dizer saudades de verdade. Nada aconteceu que pudesse dar um rumo diferente às coisas. Tudo já estava previsto… Na vida de cada um, algo pode ter acontecido de melhor, mas no todo, nada mudou. Não há motivo para festas… Pra mim, na minha modesta opinião, a coisa mais chata nisso tudo é ver que o mundo está ficando mais burro. Como já falei antes, a tecnologia avança e nada mais. A tecnologia privilegia uma meia dúzia e só. É muita gente nascendo sem futuro, sem suporte, sem amor… Esse povo novo que está chegando aos milhões, principalmente nos países de terceiro mundo, nada mais será que mão de obra barata em sua quase totalidade. Um ou outro vai se destacar e uma outra leva passará fome e matará para comer. A Europa está se fechando e se fechará cada vez mais. O Canadá já fez isso há um bom tempo. E quem pode dizer que eles estão errados? Se o Brasil fosse bonitinho, todo certinho, ia querer bagunça aqui dentro? Ai, ai… a verdade é que isso tudo cansa. Toda essa fuzarca, todo esse frenesi dos espíritos das pessoas sem rumo, do universo em crise, tudo isso provoca um desejo de ruptura, de fuga… Não é à toa que a fantasia está tão em voga ultimamente. É só ver a quantidade de filmes de super-heróis, de livros com temas fantásticos e até mesmo de seriados. Lost, Arquivo X, Heroes e The 4400 são as séries de maior sucesso em vários lugares do mundo e todos são nessa linha. A mensagem de The 4400, por exemplo, é bem interessante. Esse número representa a quantidade de pessoas que retornaram de uma só vez após terem sido dadas como desaparecidas, algumas por décadas, outras por alguns anos apenas. Depois de algum tempo elas passam a desenvolver poderes especiais. No início você fica meio perdido, mas curioso. Só que a explicação não tarda a chegar: essas pessoas foram “abduzidas” por seres humanos do futuro que temem o destino que o mundo vem tomando (exatamente esse momento atual). O “retornados” são modificados geneticamente para transformar para melhor o futuro da humanidade. Daí eles contam a história de alguns retornados esporádicos e de outros que compõe a parte fixa do elenco. É um bom refresco para a cachola. Eu sei que é pouco, mas é algo em que se apoiar, no final das contas. Pode parecer pieguice, mas enfim… é melhor do que nada. A realidade é dura demais e é o que a gente vive. Histórias reais são boas, principalmente quando bem contadas, mas um pouco de fantasia não faz mal a ninguém. Sabe quando a gente sonha um sonho bom? Sabe quando você sonha voando, ou que ganhou na loto, ou que pegou a garota mais linda do colégio? A gente não quer acordar, não é verdade? Então viva a criatividade! Agora, mais do que nunca, o homem precisa da boa arte e de histórias repletas de fundo moral e ético, como uma das portas de fuga para essa existência incompreensível. Espero que em 2009 essas histórias continuem na TV e nos livros e evoluam e impregnem as mentes e corações… Feliz ano novo a todos, do fundo do coração, e que o nosso sofrimento, doravante, não seja tão grande quanto vem sendo… vamos sonhar juntos…

Anúncios