Skip navigation

guir

"Menor Aprendiz"

Na semana passada minha pressão foi pra 15/8. Cheguei a comprar um esfigmomanômetro, fiquei assustado mesmo. Dos cinco sintomas principais do aneurisma cerebral (vide google) só não apresentei insensibilidade em uma parte do corpo ou da face. Vi até estrelinhas piscando no céu… E o pior disso tudo é que tenho 32 anos! Acho que esse evento vascular nada agradável teve a ver, com sempre, com o trabalho. Não vou falar mais do “meu” trabalho, mas do TRABALHO. Sim, trabalho, desses convencionais, é tudo a mesma desgraça. Hum… lembrei, já falei sobre isso, antes… O problema é que, pela primeira vez, senti na pele (ou no sangue) que ele está me matando (não tenho nada contra morrer, desde que seja pelas minhas próprias mãos). E, se levarmos em conta que estou bebendo bem menos, não fumo, não perco noite, me alimento frugalmente, e até dou minhas caminhadas de vez em quando… bom, aí a coisa é grave. Coincidência ou não, acabei de ler ontem “O Ócio de Criativo” de Domenico de Masi e fiquei pensando um monte de coisa. Pensei na culpa, por exemplo. Minha empresa, atualmente, está em greve, e, como sou do interior, a gente não faz piquete, essas coisas; são poucos funcionários. Estou em casa esses dias, e, mesmo assim, não consigo relaxar. É claro que a pressão baixou, mas a mente fica sacaneando: tenho que fazer alguma coisa, tenho que fazer alguma coisa… O pior é que faço: leio, escrevo, jogo vídeo-game… mas é muito difícil não entender isso como vagabundagem! O tempo todo, fica uma voz dentro da cabeça enchendo o saco, cobrando, repreendendo, criticando. E, paradoxalmente, o medo da greve acabar coexiste com essa ânsia louca por “fazer” algo. Já falei em outro post que pro pessoal TRABALHO é suar, é chegar tarde em casa e sair cedo, é ser antiético, é puxar o saco do chefe, é ter estresse, é sofrer e ter dor de cabeça, é ter pressão alta, é não ter vida familiar, é não educar os filhos, é um monte coisa, que não vou dizer que é boa ou ruim, certo?, mas que o MERCADO gosta disso, gosta… Agora, deitar na rede, na varanda, num dia de quarta-feira, tomando uma cerveja e escutando Beatles, é o quê? E se você lê um livro e escreve algumas coisas, apesar de não contribuir para a economia, você é o quê? Bom, Domenico de Masi diz que muitos trabalhadores de hoje laboram mais que muitos escravos da Grécia antiga, por exemplo, que o que nós fazemos é comparável sim aos condenados aos “trabalhos forçados”, como os remadores das galés. Ou seja, há ou não há algo errado? Claro que há… Mas essa discussão é foda, é ampla pro caralho, e Domenico, Bertrand Russell, Albert Cossery, Paul Lafargue, dentre outros, têm muito mais bala na agulha pra destrinchar esse tema. Mas eles não ensinam como limar a culpa. Tem uma ou outra coisa nas entrelinhas, mas nada objetivo. Acho que terapia pode ajudar, mas mudar de emprego é bem mais efetivo, acredito. Dizem também que a redução da jornada de trabalho pra três ou quatro horas diárias seria uma saída, tanto para o desemprego quanto para a saúde pública… Porra, já pensou que maravilha! Qual a verdadeira riqueza hoje em dia? Pra mim, é o tempo livre. De que adianta você ter um iate, ou uma casa na montanha, se você só pode usufruir disso poucos dias no ano, por exemplo? Isso é riqueza? Ter e não poder usufruir? Não seria melhor ser classe média baixa e poder gozar o mundo ao redor, ter a possibilidade de descansar, ler, estudar, jogar, conversar, brincar, andar, pedalar, rir, amar, assistir a um bom filme, pescar, tomar banho de rio? Não seria bem melhor ter a possibilidade de acordar uma dia de quarta-feira e poder dizer: hoje, vou tomar todas e não tô nem aí? Mas como fazer isso sem culpa? Como ganhar pouco, trabalhando pouco, é claro, sem ficar sendo influenciado pelo que os outros pensam ou acham de você? Como não ligar pras pessoas? Onde se aprende isso? Quem ensina isso? Acho que quem descobrir, terá encontrado a chave da arca do tesouro…

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: