Skip navigation

Globalizacao

Recentemente, numa discussão com um amigo, reafirmei minha posição de falta de esperança na humanidade. Entretanto, apesar disso, não consigo deixar de me indignar com a brutalidade e estupidez de nossa espécie. É de se pensar que alguém como eu se torne cínico, perverso, sado-masoquista, indiferente… Mas é exatamente o contrário. Não sei porque isso ocorre. Desconheço totalmente os mecanismos psíquicos que formam alguém com meu modo de ser e de pensar, aparentemente paradoxal. Pode ser pelo simples fato de ser humano. Ainda que eu veja um bandido ser executado, ainda que saiba que ele fez mil e uma perversidades, ainda assim, embora ache que ele deva pagar com a vida, isso não me alegra nem um pouco. Recentemente vi algo que confirma isso. Um moleque roubou o celular de uma garota que saía de um colégio particular próximo à minha casa. Alguns colegas dela, que viram o roubo, uns seis ou sete, correram atrás do meliante. Quando este viu que a coisa ia ficar preta, ele jogou o celular no chão e continuou a correr, desesperadamente. Só não presenciei o momento exato do roubo, mas vi toda a correria. Fiquei imaginando se o ladrão caísse na mão da galera, e foi, no mínimo, sábia a decisão dele, de se livrar do aparelho. Mas o importante é colocar o quanto me senti mal presenciando aquilo, em plena luz do dia, ainda mais numa cidade pequena como a minha, que em tempos atrás (pouco mais de uma década), podia-se dormir num banco da praça que ninguém lhe fazia mal algum. A cidade está crescendo, a população aumentando, mas não se vê DESENVOLVIMENTO. Existe sim um retraimento absurdo da segurança pública e da qualidade de vida. Conheço gente que trabalha de sete da manhã a sete da noite para ganhar cento e sessenta reais por mês. Conheço, pessoalmente, meia dúzia de viciados em crack, e outro tanto em cocaína. Não se pode mais andar a pé sozinho por nossas ruas, após as dez da noite… A saúde continua a mesma coisa e a educação também, tudo de péssima qualidade. O povo continua se arrastando, alguns têm mais sorte como eu e outros que conseguem romper determinadas barreiras, mas é preciso respaldo pra se chegar em certos pontos. Fernando Henrique Cardos em seu cinismo exacerbado, disse, certa feita: “Como é que dizem que no Brasil não há mobilidade social? Veja o exemplo de Lula, que saiu de torneiro mecânico, para presidente da república.” Ora, dizer que há mobilidade social num país de quase duzentas milhões de pessoas, só porque um único cara chegou lá, é ser um grande sacana, ou um grande gozador. Vejamos o caso de Barack Obama, que acabou de ganhar o Nobel da Paz. Ele está na presidência porque deixaram ele ir, a indústria de armas deixou e a CIA. Quando Kennedy quis pôr fim à guerra do Vietnã, a gente sabe o que aconteceu, e também foi nesse episódio que surgiu o maior bode expiatório da história, Lee Oswald… Lula não chegou lá sozinho, e quem governa mesmo é José Dirceu e a corja dele, por trás dos bastidores, mas aí são outros quinhentos, que o diga Heloísa Helena, que não é santa, pois afinal, ninguém o é. O grande problema foi o consenso de Washington (vide Google ou Wikipédia), quando líderes de vários países, juntamente com os maiores empresários da época, elaboraram a Cartilha Neoliberal (vide Google ou Wikipédia) e ditaram as regras para o poder público, daquele dia em diante. Pra mim, nesse momento, foi quando a humanidade jogou a pá de cal em si própria. É muito simples raciocinar sobre isso: Até 1990, tinha-se a idéia (acertadíssima, em meu conceito) de que os governantes (prefeitos, vereadores, governadores de estado, etc) eram representantes dos interesses do povo. Com o consenso de Washington esse poder, ou idéia, deixou de existir e os governantes passaram a atender os interesses das empresas, que estavam muito excitadas em estender seus tentáculos para os países miseráveis, sob a justificativa de que levariam “emprego” e “desenvolvimento” para lá… foi por esse tempo que se cunhou o termo globalização, aldeia global, essas viadagens… Alguém disse que protestar contra a globalização e como protestar contra o mau tempo. Concordo, não tem jeito… mas eu penso… o que a globalização e o neoliberalismo trouxeram para nós? Carros importados? Celulares de ponta? Processadores de computador mais velozes? Acho que trouxeram doenças da alma, muito pesadas. Com a escassez de emprego (olha o paradoxo aí… os caras não disseram que tudo ia melhorar? é só reduzir a jornada semanal de trabalho que há aumento na oferta de emprego – na França é assim, Holanda, e por aí vai…) os trabalhadores vêm se sujeitando cada vez mais ao assédio moral, há muitos suicídios por conta disso. Morre-se de estresse e de câncer e ninguém tem mais tempo pra nada. É preciso se dedicar exclusivamente ao trabalho, e esquecer da família, da vida, dos amigos… Interessante que muitas pessoas que defendem esses modernismos são as mesmas que são escravizadas por elas… Com o advento da tecnologia, não se passou a trabalhar menos e ganhar, pelo menos o mesmo, passou-se a executar o trabalho de mais pessoas… Já falei sobre isso aqui. Quem tem dinheiro, hoje em dia, para gozar das últimas tecnologias de ponta? Não somos nós, com certeza, que fazemos parte da maioria esmagadora (ou esmagada). Assim, Lula não é representante do meu interesse, eu que o ajudei a colocá-lo onde ele está. Mas tanto faz Lula quanto Alckmin ou Serra… todos fariam o que Lula está fazendo, ainda que digam que Alckmin privatizaria até a mãe dele… Governar o Brasil, hoje em dia, consiste em sentar com os representantes da Fiesp, da Fenabam e aumentar os impostos para a classe média (classe essa que deixará de existir, daqui a alguns anos). Enfim, cansei de escrever. Nada disso é novo, mas nenhum boi morreu até hoje por ruminar, muito antes pelo contrário.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: